Telefónica reduzirá participação na Telecom Italia

A espanhola Telefónica está reduzindo sua participação na Telecom Italia por meio da venda de bônus que serão trocados por ações da companhia italiana.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2014 | 18h41

Em um comunicado, a Telefónica informou que vai emitir bônus com valor nominal de 750 milhões de euros (US$ 1,01 bilhão) para vender a investidores institucionais. Uma pessoa familiar com o processo disse que a venda reduzirá a fatia da empresa na Telecom Italia de 14% para cerca de 7%.

Durante anos a Telefónica fez parte de um grupo de acionistas que juntos tinham uma fatia controladora de 22,4% na Telecom Italia por meio da holding Telco. O grupo, que inclui a seguradora italiana Assicurazioni Generali e os bancos Mediobanca e Intesa Sanpaolo, foi dissolvido recentemente.

A Telefónica e Telecom Italia possuem ativos importantes no Brasil e isso tornou difícil a posição da empresa espanhola como acionista na companhia italiana. O regulador de concorrência no Brasil exigiu que a Telefónica se desfizesse ou de sua participação na Telecom Italia ou de seu ativo brasileiro, a Vivo. A Telecom Italia é dona da TIM.

No ano passado, dois membros do conselho da Telefónica renunciaram ao cargo no conselho da Telecom Italia em uma tentativa de evitar conflitos de interesse no Brasil.

Os bônus oferecidos pela Telefónica terão vencimento em três anos, mas a empresa afirmou que pode escolher trocar os papéis por ações da Telecom Italia em qualquer momento durante esse período.

No documento emitido hoje, a Telefónica informou que a faixa de preço com que os bônus serão trocados por ações será ligada a uma oferta separada de ações da Telecom Italia que deve ocorrer simultaneamente com a venda dos bônus.

A Telefónica disse que não está diretamente envolvida na venda de ações. Segundo a empresa, o mesmo grupo de bancos de investimento - HSBC Bank, JPMorgan Securities e Société Générale - está coordenando a venda de bônus e a venda de ações. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.