Telemar anuncia reestruturação com oferta secundária

A Telemar anuncia ao mercado uma reestruturação societária combinada com oferta pública secundária de parte das ações da futura sociedade resultante desse processo. A idéia é simplificar a estrutura acionária das empresas do grupo (Telemar Participações, Tele Norte Leste Participações e Telemar Norte Leste) e reunir seus acionistas em apenas uma companhia, que terá ações ON no Novo Mercado da Bovespa e na Nyse (Bolsa de Nova York). Pelo processo, primeiro a Tele Norte Leste (TNL) será incorporada pela Telemar Participações (TmarPart). Depois haverá conversão voluntária de ações preferenciais (TMAR5 e TMAR6) da Telemar Norte Leste (Tmar) em ações ordinárias da mesma sociedade, seguida de resgate das ações não convertidas. Então, será feita a futura migração dos acionistas ordinários de Tmar para a TmarPart. Concomitantemente à reorganização societária e como condição de sua conclusão, será proposta a realização de uma oferta pública secundária de ações de propriedade de acionistas integrantes do atual bloco de controle da TmarPart de, no mínimo, 997.457.175 ações e, no máximo, 1.662.428.625 ações. As fatias representam, respectivamente, 9% e 15% do capital da TmarPart após a reorganização, volumes esses a serem definidos por ocasião do registro da oferta. A incorporação de ações, a conversão e resgate e a migração somente serão implementados se a oferta alcançar preço por ação entre R$ 2,6933 e R$ 2,9768. Segundo as empresas, essa faixa de preço corresponde a múltiplos similares aos verificados no mercado internacional para companhias de telecomunicações integradas (telefonia fixa, móvel, transmissão de dados e internet). A faixa implica valor equivalente a R$ 42,5260 a R$ 47,0024 por ação preferencial da TNL, respeitadas as relações de troca. No último pregão, a ação PN da Telemar fechou valendo R$ 35,02. A proposta prevê que as ações ordinárias de emissão da TNL de propriedade da TmarPart, bem como as ações ordinárias de emissão da Tmar de propriedade da TNL, tenham reconhecido valor superior ao das demais ações ordinárias e preferenciais de emissão daquelas companhias. Às demais ações ordinárias da TNL e da Tmar (que não sejam de controle) será atribuído, para fins de determinação da relação de substituição, valor de 80% do atribuído ao controle. Para as relações de troca, a atribuição de valor às ações preferenciais da TNL e da Tmar tem por base a média de suas cotações de mercado nos últimos 30 dias findos em 13 de abril, acrescida de um prêmio de 25%.

Agencia Estado,

17 Abril 2006 | 09h39

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.