Telmex e América Móvil querem integrar serviços

O presidente internacional da Telmex (controladora da Embratel), Oscar Von Hauske, afirmou que o grupo está em negociações com a América Móvil (que no Brasil controla a Claro) para oferecer um pacote integrado de serviços na América do Sul. As duas operadoras pertencem ao bilionário mexicano Carlos Slim Helu. A Telmex, maior operadora de telefonia fixa do México, prevê adições líquidas entre 400 mil e 500 mil à sua base no mercado doméstico em 2007. Para isso, a companhia vai se concentrar em clientes mais lucrativos e expandir a oferta de Internet rápida. "Decidimos mudar nossa abordagem e não vamos crescer apenas por crescer. Queremos crescer, mas com base em lucratividade", observou o executivo-chefe da empresa, Hector Slim Seade, durante teleconferência com analistas. No México, a empresa obteve apenas 227 mil adições líquidas durante os primeiros nove meses do ano, comparada a 1,2 milhão de adições registradas em 2005. A Telmex anunciou 18,6 milhões de linhas em serviço no final de setembro.No momento, o grupo tenta reverter a estratégia de vender linhas pré-pagas para clientes de baixa renda. Durante o terceiro trimestre, a Telmex desconectou 129 mil telefones pré-pagos por falta de pagamento e baixo tráfego, depois de cortar o serviço de 323,566 mil linhas pré-pagas no trimestre anterior. Ao divulgar o balanço do trimestre, ontem, a companhia revelou que vai desconectar outras 233 mil linhas em outubro. A perspectiva é chegar a 1,7 milhão de linhas pré-pagas em serviço quando concluir os cortes. "Nós estávamos concentrados nas linhas pré-pagas. Percebemos que uma boa parte do tempo elas não eram usadas, então não fazia sentido mantê-las", disse Slim. A operadora tem sido agressiva na comercialização do serviço de Internet rápida no México, onde concentra mais de 1,59 milhão de assinantes, além de ter concluído diversas aquisições na América do Sul nos últimos anos para impulsionar seus resultados. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2006 | 15h20

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.