Telmex prevê gastar US$ 575 mi com investimentos no Brasil em 2006

Os gastos com investimentos da Telmex no Brasil, onde a mexicana controla a Embratel, deverão somar este ano US$ 575 milhões. A informação foi dada hoje pelo principal executivo de finanças da empresa, Adolfo Cerezo, em teleconferência para comentar o balanço trimestral divulgado ontem à noite. Depois do México, o Brasil é o principal mercado da companhia. Do total que a empresa prevê gastar com investimentos este ano, de US$ 1,3 bilhão, apenas US$ 180 milhões serão destinados a outros países latino-americanos que não esses dois. A empresa tem operações também na Argentina, no Chile, no Peru e na Colômbia. O executivo-chefe do grupo, Jaime Chico Pardo, disse que, embora esteja de olho em oportunidades de aquisição no País, o foco da Telmex é a melhoria do desempenho de suas operações atuais. "A Embratel vai acabar concentrando-se mais nos mercados comerciais; os mercados residenciais serão atendidos por meio da Net (Serviços de Comunicação)", disse Pardo. Cerezo disse também que a Telmex está envolvido em um processo para comprar uma operadora de televisão a cabo de Bogotá, que tem cerca de 150 mil clientes. Ele não disse qual é o nome dessa empresa. "Vamos usá-la como uma plataforma para oferecer um produto triplo", disse ele, referindo-se ao fornecimento de serviços de voz, dados e vídeo por meio de uma mesma rede. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.