Temor com oferta elevada afeta mercado de petróleo

Os contratos futuros de petróleo operam em direções divergentes nesta segunda-feira, 22, em meio a preocupações com uma oferta elevada da commodity nos mercados e tensões geopolíticas.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2014 | 08h24

"Uma oferta abundante de países de fora da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) - especialmente os EUA -, em combinação com preocupações sobre a demanda na Europa e na China, continua a pesar sobre o preço do petróleo", disseram analistas do Commerzbank em nota a clientes.

No entanto, vários acontecimentos dos últimos dias podem levar a movimentos de valorização em um futuro próximo, disse Tamas Varga, da corretora PVM. Estes incluem o fechamento de um grande campo de petróleo na Líbia, tirando oferta do mercado. O campo de petróleo líbio El Sharara, capaz de fornecer 340 mil barris de petróleo por dia, e a refinaria Zawiyah, de 120 mil barris por dia, têm ficado fora de ação desde ataques de mísseis na semana passada.

Além disso, as sanções do Ocidente contra a Rússia também podem começar a ter efeito nos mercados de petróleo. A Exxon informou o encerramento de suas operações de perfuração no Ártico, observou Varga. Mas o analista acrescentou que isso não afetará o abastecimento global no curto prazo.

Às 8h15 (de Brasília), o Brent para novembro caía 0,41%, a US$ 98,01 por barril, enquanto o petróleo para novembro negociado na Nymex avançava 0,23%, a US$ 91,87 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleooferta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.