Tensão com China mantém Tóquio em baixa

 O índice Nikkei perdeu 1% e encerrou a sessão aos 12.834,01, após o recuo de 0,7% na terça-feira

26 de junho de 2013 | 08h48

 As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta quarta-feira, estendendo a série de quedas para três dias, uma vez que a busca por barganhas não conseguiu afastar a onda de vendas causada pelo nervosismo vindo das baixas nos mercados chineses. 

O índice Nikkei perdeu 1,0% e encerrou a sessão aos 12.834,01, após o recuo de 0,7% na terça-feira. Pouco menos de 2,5 bilhões de ações trocaram de mãos nesta quarta-feira, totalizando 1,9 trilhão de ienes, indicando a falta de grandes agentes do mercado.

A queda nas ações na China aumentaram a sensação de risco e os investidores começaram a vender ações relacionadas a economia chinesa, ao mesmo tempo em que a recompra de papéis de exportadores perdeu força junto com a busca por barganhas.

A maioria de ações de montadoras superaram o mercado mais amplo. A Toyota Motor subiu 0,5% e a Hino Motors ganhou 5,1%. Já a maior exposição ao mercado chinês levou a Nissan Motor a uma queda de 1,2%. Fonte: Dow Jones Newswires. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.