Terceira prévia do Ibovespa mantém empresa da segunda

Nova composição vale de 3 de maio a agosto

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

30 de abril de 2010 | 10h53

A terceira prévia para a carteira teórica do Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), mantém as empresas que estavam na segunda prévia, divulgada dia 16 de abril.

 

A nova composição do Ibovespa vale de maio a agosto, ou seja, na segunda-feira, dia 3, a bolsa abre o pregão já com o novo índice.

 

A novidade da segunda prévia, mantida agora, foi a inclusão da Cielo na carteira. Na terceira prévia, a credenciadora de cartões de crédito terá peso de 1,968%, pouco acima da participação que tinha na segunda prévia (1,910%).

 

Na primeira prévia do indicador, as novidades foram a entrada das empresas Agre Empreendimentos Imobiliários e Brasil Ecodiesel. Na terceira prévia, a bolsa manteve as duas empresas e até aumentou ligeiramente o peso dessas companhias no índice. A Agre tem peso de 1,028%, ante a 1,023% da segunda prévia e a 1,009% da primeira. A Brasil Ecodiesel tem 0,939% do Ibovespa, também acima das prévias anteriores (0,913% da primeira e 0,922% da segunda).

 

O papel com maior peso no índice é Petrobras PN, com 10,648%. Em seguida, aparece Vale PNA, com 10,634%. BM&FBovespa é a terceira colocada, com 4,220%. O Itaú é o quarto colocado, com 3,874%.

 

Considerando as ações ordinárias e preferenciais, Petrobras tem participação de 13,391% (somando ON e PN), seguida bem de perto pela Vale, com 13,373%.

Tudo o que sabemos sobre:
ibovespacarteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.