Tesouro capta dólares no exterior com títulos para 2037

O governo brasileiro voltou hoje a captar recursos no mercado externo. Em nota, o Tesouro Nacional anunciou a emissão de bônus denominados em dólares com vencimento em 2037. O Tesouro não divulgou os volumes. Porém, fontes do mercado informaram à Agência Estado que o volume é de US$ 500 milhões e que seria fechado sem possibilidade de acréscimo em função da demanda. Segundo apurou a AE, o preço de referência para o Global 2037, que, na emissão original pagou um cupom de 7,125% ao ano, será de aproximadamente 205 pontos-base sobre o rendimento do título do Tesouro norte-americano (Treasury) com vencimento em 2031 (5,375%). Os coordenadores da operação são os bancos HSBC e JP Morgan. O co-líder, inaugurando a presença de bancos domésticos em emissões externas, é o Itaú. Ainda de acordo com as fontes, a emissão tem classificação de BA3, BB e BB- pelas agências de rating.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.