Tesouro ofertará até R$ 40 bi em títulos em novembro

O Tesouro Nacional divulgou hoje o cronograma de leilões de títulos públicos do mês de novembro. Serão ofertados até R$ 40 bilhões em títulos (os valores referentes aos resgates antecipados poderão ser acrescidos a esse volume). Em novembro, está previsto um volume de vencimentos de títulos públicos de R$ 34,6 bilhões, sendo R$ 31,1 bilhões de títulos pós-fixados atrelados à taxa Selic (LFTs, Letras Financeiras do Tesouro). Houve algumas alterações na escolha dos papéis prefixados que o Tesouro levará a leilão em novembro. No caso das Letras do Tesouro Nacional (LTN), o Tesouro ofertará semanalmente apenas dois vencimentos: 1º de julho de 2007 e 1º de julho de 2008 (foi retirado, portanto, o vencimento 2009). Já no caso das Notas do Tesouro Nacional Série F (NTN-F, título prefixado com pagamento periódico de juros), o Tesouro passará a ofertar três vencimentos: 1º de janeiro de 2010 volta a fazer parte dos leilões, e ficam mantidos os títulos com vencimentos em 1º de janeiro de 2012 e 1º de janeiro de 2014. Houve alongamento do prazo das LFTs (pós-fixados) a serem ofertadas em novembro: em vez de papéis com vencimento em 2009 e 2011, o Tesouro levará a leilão títulos que vencem em 17 de março de 2010 e 7de março de 2012. As Notas do Tesouro Nacional Série B (NTN-Bs, títulos corrigidos pelo índice de preços IPCA, do IBGE) que serão ofertadas são as seguintes: 15 de novembro de 2009 (novo vencimento), 15 de maio de 2011, 15 de maio de 2015, 15 de agosto de 2024, 15 de maio de 2035 e 15 de maio de 2045. No leilão do dia 28 de novembro, serão ofertados apenas os três primeiros vencimentos. Também haverá a volta do leilão de Notas do Tesouro Nacional Série C (NTN-C, papéis atrelados ao índice de preços IGP-M, da Fundação Getúlio Vargas), cujos vencimentos são 1º de julho de 2017, 1º de abril de 2021 e 1º de janeiro de 2031. Nos leilões de troca, serão ofertadas as LTN com vencimentos em 1º de abril de 2007 e 1º de outubro de 2007, além das LFT, NTN-B e NTN-C com os mesmos prazos dos leilões tradicionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.