Paulo Whitaker/Reuters - 01/07/2017
Paulo Whitaker/Reuters - 01/07/2017

Top Picks: Petróleo em alta deve manter lucro de empresas do setor nos próximos meses 

Otimismo vem da perspectiva de que as cotações do petróleo continuem em alta, com a demanda superando a oferta por conta das sanções impostas pela União Europeia à Rússia

Marcia Furlan, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2022 | 21h00

A Petrobras e outras empresas do setor com ações em bolsa devem seguir apresentando bons resultados nos próximos trimestres, na opinião de analistas consultados pelo Broadcast. A estatal divulgou seu balanço na noite da quinta-feira, 5, mostrando um aumento de 3.718% no lucro no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado, e de 41,4% em relação aos últimos três meses do ano, totalizando R$ 44,5 bilhões.

O motivo para o otimismo com o setor é a perspectiva de que as cotações do petróleo continuem em alta, com a demanda superando a oferta, em razão das sanções impostas pela União Europeia à Rússia, com embargo total da commodity, afirma Nicolas Silvas, responsável da Mesa Expert da CM Capital. Segundo ele, mesmo com o plano da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de manter os aumentos modestos na produção do petróleo, a queda nos estoques tende a levar a uma alta nos preços. 

Em abril, o cenário internacional conturbado ajudou as empresas do setor a desafiarem o comportamento do mercado. As ações se destacaram enquanto a bolsa local e as internacionais tiveram quedas fortes, lembra Fernando Damasceno, analista sênior do Modalmais. Somado a isso, as empresas quase não registraram paradas de manutenção. Damasceno acredita que as cotações do petróleo brent devem se manter acima de US$ 100 nos próximos meses, o que garantirá bons resultados às petroleiras.

Outro impulso ao setor, em específico a Petrobras, é o pagamento de dividendos. Ontem a empresa anunciou proventos antecipados referentes ao primeiro trimestre de R$ 3,17 por ação a serem pagos aos acionistas que estiveram na base de dados da empresa até 23 de maio. Na opinião de Ricardo Peretti, estrategista de ações da Santander Corretora, a notícia pode manter os investidores "animados" no curto prazo, deixando em segundo plano a preocupação com o aumento de 5% ao ano nos custos de extração previsto para as companhias do setor.

As duas ressalvas ao prognóstico positivo são apenas os efeitos ainda incertos dos lockdowns na China, motivados pelos surtos de covid-19, que podem comprometer o ritmo de crescimento do país asiático, com reflexos na economia mundial. E ainda a proximidade das eleições no Brasil, que causam turbulências e podem respingar sobretudo na Petrobras, em razão do risco de interferência política, destaca Rodrigo Crespi, analista da Guide Investimentos. Ontem, durante a divulgação do balanço, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a empresa, a criticar seu lucro, e pediu mais uma vez o não repasse de novos aumentos de preços dos combustíveis.

Com relação às recomendações de Top Picks da próxima semana, a Ativa optou por trocar a carteira toda. Saíram Camil ON, Gol PN, SulAmérica ON, Natura ON e Banco Inter Unit para entrar BRF ON, Cosan ON, Marfrig ON, Lojas Renner ON e Vale ON.

O BB Investimentos manteve apenas Petrobras PN em sua carteira e trocou Kepler Weber ON, Multiplan ON, Portobello ON e Trisul ON por Alpargatas PN, Bradesco PN, Suzano ON e Taesa Unit.

A CM Capital trocou toda sua carteira, retirando Kepler Weber ON, Petrorio ON, Sinqia ON Vale ON e Vamos ON para colocar Eletrobras ON, Petrobras PN, Itaú PN, JBS ON e Sabesp ON.

O Daycoval manteve apenas Vale ON e trocou todas as outras. Saíram JBS ON, Natura ON, PetroRio ON e Suzano ON e entraram Bradesco PN, Gerdau PN, Lojas Renner PN e Petrobras PN.

A Elite Investimento trocou apenas uma ação. Saiu Movida ON e entrou Sanepar Unit. As demais foram mantidas: Brasil Agro ON, Marfrig , Petrorio ON e Vale ON.

Da carteira da Guide, saíram Itaú ON e Petz ON e entraram Banco do Brasil ON e Movida ON. Marfrig ON, Petrobras PN e Vale ON permaneceram.

A Mirae Asset manteve apenas Banco do Brasil ON, Isa Cteep PN e Vale ON em sua carteira e trocou JBS ON e Taesa Unit por BB Seguridade ON e Itau PN.

O ModalMais mudou toda sua carteira. Saíram Banco do Brasil ON, BRF ON, Cogna ON, Magazine Luiza ON e Natura ON e entraram JBS ON, JHFS ON, Iguatemi Unit, Petrobras PN e Vale ON.

A MyCap fez duas trocas. Saíram Equatorial ON e Santos Brasil ON e entraram no lugar CSN ON e Marfrig ON. Ficaram Even ON, Klabin Unit e Porto Seguro ON.

A Órama trocou apenas Neoenergia ON e Telefônica Brasil ON por EDP ON e Petrobras PN. CPFL ON, Kepler Weber ON e Orizon ON ficaram.

A XP fez duas substituições, retirando Méliuz ON e Raia Drogasil ON para colocar Marfrig ON e Gerdau PN. Permaneceram Copel PNB, Itaúsa ON e Petrobras PN.  

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.