Tóquio cai com realização de lucros

 Papéis devolveram os fortes ganhos que obtiveram recentemente  e o fato pesou sobre o mercado

14 de maio de 2013 | 05h13

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em terreno negativo nesta terça-feira, uma vez que a realização de lucros em papéis que obtiveram fortes ganhos recentemente pesaram sobre o mercado.

O índice Nikkei caiu 0,2%, para 14.758,42 pontos, após a alta de 1,2% na sessão anterior.

Os níveis de participação mantiveram-se robustos, embora abaixo da marca da sessão anterior. O volume totalizou 4,43 bilhões de ações sob o valor de 3,4 trilhões de ienes.

Os principais índices abriram em alta, mas gradualmente foram sucumbindo à realização de lucros uma vez que o dólar não mostrou tanta força quanto no movimento de alta observado na segunda-feira. No final da tarde em Tóquio, o dólar era negociado em 101,44 ienes, de 101,82 ienes no final da tarde de segunda-feira.

No entanto, tendo que vista que o Banco do Japão ainda se encontra nas etapas iniciais de seu programa de relaxamento de política monetária e há uma possível desaceleração do programa do Federal Reserve à medida que os sinais de recuperação econômica se tornam mais aparentes, as ações devem continuar se beneficiando no médio e longo prazo, disse o gerente geral de ações Hiroichi Nishi, da SMBC Nikko Securities.

"A fuga a partir de títulos do governo japonês já está acrescentando mais energia para o mercado, pois parte do capital de renda fixa é canalizada para as ações", disse Norihiro Fujito, estrategista de investimentos sênior da Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities. "Já como as taxas de juros devem permanecer baixas por algum tempo em meio ao programa de flexibilização do Banco do Japão, isto está se traduzindo em um mercado de ações muito mais resistente."

Novas vendas em ações ligadas ao setor imobiliário mantiveram o mercado mais amplo em terreno negativo. O Mitsubishi Estate, Mitsui Fudosan e o Sumitomo Realty & Development caíram 5,6%, 3,9% e 4,2%, respectivamente.

A Honda liderou exportadores para baixo, cedendo 1,1%, enquanto a Tokyo Electron perdeu 1,4%.

Por outro lado, algumas notícias ajudaram a puxar alguns os papéis para cima, reduzindo as perdas do índice. A Konami Corp subiu 12% depois que o Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities elevou os papeis da empresa para "Outperform", de "Underperform".

A Panasonic ganhou 5,7% depois que uma reportagem do Nikkei informou que a companhia vai aumentar a sua proporção de capital para pelo menos 30%, de 23,4% no final de março, até o ano fiscal que termina em março de 2016. AS informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPÃOBOLSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.