Tóquio cai com vendas relacionadas a commodities

Agressivas vendas de papéis relacionados com commodities provocaram queda em Tóquio nesta quarta-feira, depois que os preços do petróleo caíram no mercado americano para seu menor nível em quase oito meses. O Nikkei 225 caiu 1%, ou 159,54 pontos, para 16.082,55 pontos. Muitos observadores acreditam, porém, que a média do índice permanecerá no nível de sustentação, ao redor dos 16 mil pontos, nos próximos pregões na medida em que os primeiros dados sobre lucros de empresas cheguem ao mercado. Investidores de curtos prazo saíram de suas posições do futuro Nikkei 225 no período da tarde, o que também pressionou as vendas no mercado. ?Ações de petrolíferas e mineradoras foram as candidatas óbvias às vendas. Some-se a isso as fortes vendas no mercado futuro e tivemos uma forte queda?, disse Motomi Hiratsuka, do BNP Paribas em Tóquio. As ações da Mitsui & Co., que tem grandes investimentos em projetos de petróleo e mineração, tiveram queda de 5,5% e fecharam cotadas a 1.435 ienes, seu preço mais baixo desde meados de fevereiro. Sumitomo Metal Mining, a maior produtora de ouro do Japão, caiu 5,3%, seguindo a queda do metal nos mercados ocidentais. Os papéis da Sony registraram baixa de 3,3%, a quinta seguida. A nova queda foi resultado do rebaixamento da empresa na classificação da Goldman Sachs, além das preocupações sobre o recall de suas baterias de lithium-ion e problemas com o PlayStation 3. Nomura Real Estate Holdings, que estreou ontem na Bolsa, foi alvo de realização de lucros e caiu 1,9%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.