Tóquio encerra com alta de 1%

Ganho foi beneficiado pela expectativa de que o governo japonês estaria planejando anunciar medidas para enfrentar a recente valorização do iene

Hélio Barboza, da Agencia Estado,

27 de agosto de 2010 | 07h34

A Bolsa de Tóquio fechou em alta, uma vez que ações de empresas exportadoras, como Sony e Honda Motor, viraram para cima com a notícia de que o governo japonês estaria planejando anunciar medidas para enfrentar a recente valorização do iene. O índice Nikkei 225 avançou 84,58 pontos, ou 1%, e fechou aos 8.991,06 pontos.

As ações estavam em queda desde a abertura, com os investidores aguardando nervosamente mais pistas sobre o cenário econômico dos EUA. Nesta sexta-feira, saem dados do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano no segundo trimestre e o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, faz um pronunciamento.

As perdas, porém, foram apagadas à tarde depois que começaram a ser veiculadas as notícias de que o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, daria uma entrevista coletiva para tratar da apreciação do iene e detalhar medidas adicionais para estimular o crescimento da economia. Mais tarde, o gabinete do primeiro-ministro informou que Kan faria breves declarações à imprensa quando visitasse uma fábrica numa região industrial de Tóquio.

Após o fechamento da Bolsa, o primeiro-ministro limitou-se a dizer que tomará "uma medida decisiva", quando necessário, para conter a valorização da moeda. Ele acrescentou que vai se reunir com o presidente do Banco do Japão (BOJ, banco central), Masaaki Shirakawa, quando este retornar de uma viagem aos EUA. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.