Tóquio fecha com valorização de 2,3%

Bolsa interrompeu uma sequência de cinco dias de perdas com a ajuda das ações da Sony e de outras blue chips exportadoras

Hélio Barboza, da Agência Estado,

23 de julho de 2010 | 07h29

A Bolsa de Tóquio interrompeu uma sequência de cinco dias de perdas com a ajuda das ações da Sony e de outras blue chips exportadoras, bem como de fabricantes de maquinário para construção, como a Komatsu. Esses papéis puxaram um forte rali alimentado pelos bons resultados corporativos dos EUA e por uma desvalorização do iene antes da abertura do pregão. O índice Nikkei 225 saltou 210,08 pontos, ou 2,3%, e fechou aos 9.430,96 pontos, depois de um declínio de 5,9% acumulado em cinco sessões até quinta-feira.

Apesar da alta, os investidores ainda permaneciam um tanto cautelosos antes dos tão aguardados resultados dos testes de estresse dos bancos europeus. "Há o risco de realização de lucros ou do surgimento de novas preocupações quando saírem os resultados do teste bancário", disse Hideki Horikawa, analista-chefe da corretora Himawari Securities.

Uma recuperação plena do sentimento do mercado ainda é incerta, em meio à persistente fraqueza da economia norte-americana em termos de emprego e gastos dos consumidores. "É muito cedo para dizer que as ações japonesas entraram numa genuína tendência de alta", afirmou Masatoshi Sato, estrategista da Mizuho Investors Securities. Ele projetou o Nikkei na próxima semana entre 9.200 e 9.700 pontos, citando o risco de mais queda do dólar. A moeda norte-americana chegou a 87,23 ienes no pré-mercado, antes de ser cotada a 86,94 ienes no fechamento da Bolsa.

As ações ficaram em forte alta desde a abertura, seguindo a elevação de ontem nas bolsas de Nova York, provocada por indicadores econômicos melhores do que o esperado e por sólidos resultados corporativos, o que incluiu o crescimento de 91% no lucro do segundo trimestre da Caterpillar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.