Tóquio fecha em alta antes de sair ata do Fed

O índice Nikkei encerrou o pregão em alta de 0,2%, abaixo da marca de 13.500,00 pontos pelo 2º dia seguido

21 de agosto de 2013 | 05h05

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em alta nesta quarta-feira, em meio a uma sessão de bastante oscilação e pouco volume. O índice Nikkei encerrou o pregão em alta de 0,2%, aos 13.424,33 pontos, fechando abaixo da marca de 13.500,00 pontos pelo segundo dia seguido. Na terça-feira, o índice de referência havia caído 2,6%.

Os níveis de participação foram baixos, com 2,1 bilhões de ações negociadas sob o valor de 1,8 trilhões de ienes.

O índice Nikkei oscilou entre o território positivo e negativo, ao mesmo tempo em que o dólar avançava e caia. Por volta do horário de fechamento da Bolsa de Tóquio, o dólar estava em 97,52 ienes.

"Em uma sessão de baixo volume e sem rumo em meio a um sentimento global de aversão ao risco, os fundos de hedge estavam usando a queda em ações e moedas dos mercados emergentes como uma oportunidade de venda, derrubando as ações japonesas", disse Hiroyuki Fukunaga, CEO da Investrust, acrescentando que a tendência pode continuar.

O que poderá mudar o mercado acionário japonês para uma tendência de alta serão os fatores domésticos, como as estratégias de crescimento do primeiro-ministro Shinzo Abe e quaisquer cortes de impostos corporativos, disse Fukunaga. Ele acrescentou que a redução do estímulo do Federal Reserve poderia levar a uma nova onda de vendas em mercados emergentes e ações japonesas.

Estrategistas estão divididos sobre se os mercados precificaram a redução do estímulo do Fed para o começo de setembro. No entanto, eles disseram que a ata da reunião de julho do Fed, que deve ser publicada nesta quarta-feira, trará algumas pistas para avaliar o momento da retirada do programa de compra de títulos do banco central.

Ações pesos pesados e exportadores tiveram desempenhos divergentes, com a KDDI ganhando 2,9% e a Fast Retailing avançando 0,5%. A Canon fechou em alta de 0,5% e a Kyocera subiu 0,5%, mas a Toyota Motor fechou em queda de 2,1% e a Honda Motor perdeu 0,8%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.