Tóquio fecha em alta com busca por pechinchas

Índice Nikkei fechou em alta de 1,7%, encerrando o pregão aos 13.230,13 pontos

21 de junho de 2013 | 04h29

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em alta em uma sessão volátil nesta sexta-feira, uma vez que a onda de vendas em Wall Street na quinta-feira foi compensada por um dólar em recuperação e busca por barganhas.

O índice Nikkei fechou em alta de 215,55 pontos, ou 1,7%, aos 13.230,13 pontos, registrando a maior faixa de variação - quase 628 pontos - desde a queda de 6,4% em 13 de junho. Na semana, o índice subiu 4,3%, o primeiro ganho semanal em cinco semanas.

O volume de operações foi o mais alto na semana, o que levou alguns participantes a especularem que o mercado está mostrando sinais de recuperação após seis grandes quedas desde 23 de maio.

A forte taxa de fechamento não havia sido prevista por muitos, já que as quedas Wall Street resultaram em um recuo dos papéis no início da sessão em Tóquio.

Mas o Nikkei foi impulsionado pela busca por pechinchas e a recuperação acentuada do dólar. A moeda norte-americana foi brevemente negociada sob 97,00 ienes durante a sessão, mas mudava de mão em torno de 97,78 ienes no horário de fechamento da Bolsa de Tóquio.

Apesar dos sinais positivos, pode ser muito cedo para dizer que o Nikkei já saiu da pior fase, uma vez que as ações dos Estados Unidos ainda não foram alvo de uma forte realização de lucros. Além disso, as medidas propostas do Fed de reduzir o programa de estímulo monetário ainda não foram efetivamente implementadas, disseram traders.

Entre os motores do mercado, a Fast Retailing fechou em alta de 4,8% e o SoftBank ganhou 1,8%. A Honda Motor liderou os exportadores, com um ganho de 2,0%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.