Tóquio fecha em alta com dados do setor de máquinas

O índice Nikkei 225 da bolsa de Tóquio terminou o pregão desta quarta-feira em alta, impulsionado pela divulgação dos dados relativos às encomendas para a indústria de maquinário, que saíram bem acima do previsto pelo mercado. O Nikkei 225 subiu 1,2%, aos 15.656,59 pontos, bem acima do nível psicológico de 15.500 pontos que a bolsa vinha tentando atingir há uma semana. Foi o nível de fechamento mais alto já alcançado pelo índice desde 5 de junho. As encomendas à indústria de máquinas aumentaram 8,5% em junho, contra uma previsão de queda de 1,5% feita por economistas consultados pela Dow Jones. Os dados ajudaram a bolsa a se recuperar das perdas que havia registrado mais cedo, quando ainda sentia o impacto da queda na bolsa de Nova York. Em Wall Street, o mercado de ações foi afetado pela reunião do Fomc, que manteve as taxas de juros, mas deixou em aberto a possibilidade de aumentá-las no futuro. Entre os destaques do pregão de hoje em Tóquio ficaram as ações da Softbank, conglomerado de telefonia móvel e Internet, que subiram 4,8%. A empresa divulgou que voltou a ter lucro no trimestre abril-junho. A desvalorização do iene frente ao dólar, que se seguiu à reunião do Fomc, ajudou as ações das montadoras de automóveis. A Honda ganhou 2,1% e a Suzuki, 2%. Esta última confirmou mais tarde que construirá uma fábrica no Japão, a primeira no país depois de 25 anos. (As informações são da Dow Jones)

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 07h05

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.