Tóquio fecha em leve baixa, com alta de juros da Índia

 Índice Nikkei 225 caiu 8,09 pontos, ou 0,1%, fechando aos 10.900,68 pontos

Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado,

20 de abril de 2010 | 06h51

A Bolsa de Tóquio fechou em leve queda após a divulgação, no final da tarde, do aumento da taxa de juros da Índia. A notícia atrapalhou o movimento de ganhos atrelado às compras de papéis em oferta de empresas do setor automotivo, como Isuzu e Mazda. O Índice Nikkei 225 caiu 8,09 pontos, ou 0,1%, fechando aos 10.900,68 pontos - contra o recuo de 1,7% anotado na segunda-feira.

As ações iniciaram o dia em alta e assim permaneceram até que o Banco Central da Índia elevou as taxas de juros em 25 pontos base em um movimento de combate à inflação. "Os investidores estão preocupados que o crescimento da demanda por commodities e bens possa ser um pouco contido", disse Kyoya Okazawa, do Credit Suisse. Mas ele acrescentou que as ações japonesas ainda parecem supervendidas e bem como o sentimento negativo no mercado está aparentemente para sair fora rapidamente.

Um certo número de analistas tem notado que o mercado japonês não está altamente supercomprado, citando a chamada taxa alta/baixa, que permanece perto dos 118% no começo dos negócios. Uma leitura acima de 120% é interpretada como indicador de um mercado superaquecido. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.