Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Tóquio fecha em queda com decisão do BoJ

Índice Nikkei registrou perda de 196,58 pontos, ou 1,5%, fechando em 13.317,62 pontos

11 de junho de 2013 | 04h13

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta terça-feira, uma vez que a frustração com a decisão do comitê de política monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), juntamente com uma realização de lucros após a ascensão do dia anterior, prejudicou incorporadoras e credores.

O índice Nikkei registrou uma perda de 196,58 pontos, ou 1,5%, e fechou aos 13.317,62 pontos. O índice saiu de uma alta de 4,9% na sessão anterior - seu melhor ganho em pontos porcentuais em mais de dois anos.

Os níveis de participação foram ligeiramente maiores do que o montante de segunda-feira, totalizando 3,54 bilhões de ações sob o valor de 2,7 trilhões de ienes.

Os agentes do mercado permaneciam em grande parte em uma posição de esperar para ver até o anúncio do BoJ. O banco manteve inalterada a atual política monetária e não estendeu sua operação de fornecimento de fundos de baixo custo. A decepção com o resultado levou a uma rápida onda de vendas do dólar, que manteve todo o mercado bem abaixo do ponto de equilíbrio até o final da sessão.

Entre os participantes do mercado de ações, muitos esperavam que, após as três semanas anteriores de intensa volatilidade, o BoJ, ao menos, agiria para expandir seus planos de compra para fundos de investimento imobiliário (REIT, na sigla em inglês) e de fundos negociados em bolsa (ETF, na sigla em inglês). No entanto, este não foi o caso.

"O impacto real da decisão do BoJ é limitado, de qualquer maneira", disse Naoki Fujiwara, gestor de fundos da Shinkin Asset Management. "Até certo ponto, os investidores usaram isso como desculpa para vender ações do setor imobiliário e outros papéis sensíveis às taxas de juros que haviam se superado nas sessões anteriores."

O dólar era negociado em 98,37 ienes por volta do horário de fechamento da Bolsa de Tóquio, depois de mergulhar sob 98,00 ienes imediatamente após o anúncio do BoJ.

Entre as ações do índice Nikkei, a Fast Retailing perdeu 2,5% e a KDDI recuou 2,4%.

Incorporadoras imobiliárias caíram drasticamente, a Tokyo Tatemono cedeu 4,9% e a Tokyu Land fechou em baixa de 5,2%. A dupla subiu 5,3% e 2,5%, respectivamente, na sessão anterior. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.