Tóquio fecha em queda com fortalecimento do iene

Índice Nikkei caiu 3,2%, para 14.142,65 pontos, após alta de 0,9% na última sexta-feira

27 de maio de 2013 | 04h48

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em forte queda nesta segunda-feira, uma vez que o fortalecimento do iene e mais uma onda de realização de lucros pesaram sobre o mercado. O índice Nikkei caiu 3,2%, para 14.142,65 pontos, após alta de 0,9% na sexta-feira.

Ainda assim, o índice reduziu as perdas iniciais, tendo em vista que o Nikkei chegou a cair 4% durante a sessão.

"A forte alta nas ações japonesas neste ano foi acompanhada pelo ritmo da queda nos últimos dias, com a relativa força do iene tendo novamente um impacto dramático sobre o desempenho dos exportadores japoneses", disse Tim Waterer, trader sênior da CMC Markets. "O Nikkei deve permanecer sob pressão no curto prazo com investidores estrangeiros tirando fundos em meio a atual imprevisibilidade do iene", acrescentou.

Exportadores aceleram o ritmo das perdas em Tóquio, uma vez que o dólar brevemente caiu abaixo da marca de 101 ienes no início da sessão, aumentando preocupações sobre o impacto na competitividade e nos lucros com uma moeda local forte.

A Sony perdeu 6,3%, a Sharp caiu 5,3%, a Fuji Heavy Industries caiu 7,6% e a Toyota Motor cedeu 5%.

Preocupações em torno da volatilidade no mercado de bônus pesaram sobre as empresas de finanças, que possuem quantidades substanciais de bônus do governo japonês, também conhecidos como JGBs. O Mizuho Financial Group caiu 4,3% e o Mitsubishi UFJ Financial caiu 2,9%, enquanto a Dai-ichi Life Insurance cedeu 6,1%. As quedas ocorreram mesmo com o recuo do yield (retorno ao investidor) do JGB de 10 anos nesta segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.