Tóquio fecha em queda de 0,3%, com realização de lucro

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão de hoje em baixa, sob o efeito das realizações de lucros nos setores automobilístico e siderúrgico. Mas antes do final da sessão o índice Nikkei 225 atingiu o maior nível em pontos desde julho de 2000. O índice fechou em queda de 0,3%, aos 17.458,30 pontos, depois de ter alcançado os 17.617,64 pontos, em meio à expectativa por bons resultados nos balanços corporativos. Segundo os operadores, muitos investidores querem ver as revisões nas estimativas das principais companhias antes de levar o Nikkei 225 a testar patamares mais elevados. ?O Nikkei precisará de boas surpresas para subir mais?, disse o chefe da comercialização de ações da Chuo Securities, Mamoru Maeda. Entre as ações de siderúrgicas e de montadoras de automóveis, Toyota declinou 1,7%, Nissan recuou 1,6% e Honda perdeu 2%. Nippon Steel baixou 1,2% e JFE Holdings, 1,8%. As ações da fabricante de material de escritório Ricoh se valorizaram 5,2% com a notícia de que a empresa encontra-se no estágio final das negociações para assumir a divisão de impressoras digitais da IBM. Yahoo Japan avançou 1% após divulgar os resultados do trimestre outubro-dezembro, que superaram a estimativa da própria companhia. Chugai Pharmaceutical disparou 6,5%, beneficiada pela elevação da estimativa dos analistas para o preço das suas ações. A alta refletiu também o anúncio, feito ontem pela empresa, de que foram encorajadores os testes clínicos para seu medicamento contra artrite reumatóide. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.