Tóquio realiza lucros, mas fecha sem tendência definida

A tendência dos investidores de realizar lucros antes do feriado de segunda-feira ofuscou a alta de papéis de empresas que trabalham com commodities e o bom desempenho das blue chips do setor financeiro nesta sexta-feira, fazendo com que a Bolsa de Tóquio fechasse sem tendência definida. O índice Nikkei 225 caiu 13,27 pontos, ou 0,1%, para 16.436,06 pontos. A perspectiva para as ações nos próximos pregões depende agora dos dados sobre as economias dos EUA e do Japão, que serão divulgados nos próximos dias, disseram traders, que também apontaram que as divergências entre o desempenho entre ações de pequenas e grandes empresas indicam o nervosismo do mercado. ?O mercado está muito agitado agora. Estamos em alta em um dia e em queda no seguinte, já que as pessoas realizam quaisquer ganhos que tenham. Isso faz as pessoas ficarem cautelosas?, disse Mike Newman, do HSBC em Tóquio. Informações de que a indiana Tata Steel estuda fazer uma oferta de US$ 10 bilhões pela britânica Corus Group aumentaram a perspectiva de consolidação no setor do aço, fazendo subir as ações de empresas como Nippon Stell, cuja alta foi de 1,2%. Papéis de empresas petrolíferas também registraram altas, depois que o preço do petróleo voltou a alcançar US$ 60 dólares por barril no mercado futuro americano. Inpex Holdings avançou 1,8%, apesar das preocupações de que pode perder parte de sua participação no campo de petrolífero de Azadegan, no Irã. Ações de grandes empresas financeiras registraram ganhos. Mizuho Financial Group subiu 2,0% e Nomura Holdings teve alta de 3,3%. Por outro lado, os papéis de empresas menores e do setor de tecnologia caíram. O setor de tecnologia registrou perdas depois de três semanas de ganhos. Toshiba caiu 2,2% e Canon teve baixa de 1,2%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2006 | 07h05

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.