Tóquio recua 0,75% após previsões ruins da Sony

As ações da Sony recuaram 6,1%, após a empresa prever prejuízo líquido de 50 bilhões de ienes para este ano fiscal

15 de maio de 2014 | 10h10

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta quinta-feira, 15, em terreno negativo, após notícias ruins da Sony e do Credit Saison e com a queda das bolsas de Wall Street.

A queda do dólar em relação ao iene, após juro da T-note de 10 anos atingir o nível mais baixo desde outubro do ano passado, também contribuiu para o movimento do principal índice da bolsa japonesa. O índice Nikkei fechou em queda de 0,75%, a 14.298,21 pontos, após ter recuado 0,1% na sessão anterior.

O crescimento econômico de 1,5% do Japão no primeiro trimestre de 2014 em relação aos três meses anteriores não teve praticamente nenhum impacto sobre os mercados.

As previsões decepcionantes para os resultados corporativos do novo ano fiscal também pesaram sobre o sentimento dos investidores. As ações da Sony recuaram 6,1%, após a empresa prever prejuízo líquido de 50 bilhões de ienes para este ano fiscal. No mesmo sentido, os papéis do Credit Saison caíram 13,0% , diante da expectativa de lucro líquido de 23 bilhões de ienes no ano fiscal encerrado em março de 2015.

O principal índice da bolsa japonês também acompanhou o recuo das bolsas de Nova York. Ontem, o índice Dow Jones cedeu 0,61%, enquanto o Nasdaq e o S&P 500 perderam 0,72% e 0,47%, respectivamente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valoresTóquioSony

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.