Tóquio recua 0,9%, preocupada com bolsas dos EUA

A preocupação com a modesta recuperação das bolsas dos EUA, ontem, levou a Bolsa de Tóquio a fechar o pregão de hoje em baixa. O índice Nikkei 225 recuou 0,9%, para 17.453,51 pontos. Segundo os operadores, a bolsa japonesa pode sofrer novas baixas, influenciada pelas perspectivas nebulosas em relação aos mercados globais. ?Ainda há uma boa possibilidade de que as bolsas dos EUA fiquem oscilando para frente e para trás?, disse Yuji Nakagawa, chefe da divisão de derivativos da Toyo Securities. Ele alertou que outra queda nos EUA poderia estimular a venda de ações em Tóquio. Mas a marca psicológica dos 17 mil pontos deve fornecer, na opinião dos operadores, alguma sustentação para o Nikkei 225. No pregão de hoje, Softbank caiu 7,3% com a reportagem publicada pelo "Financial Times" de que a gigante de Internet e comunicações enfrentará cada vez mais vigilância dos órgãos reguladores. O jornal informa que a corretora Carlyon Markets Asia BV apontou vários sinais de alerta na contabilidade da empresa. O Softbank disse que a reportagem se baseia em ?falsos acontecimentos e especulação?. Sanyo Electric disparou 6,2% com a notícia de que a Comissão de Supervisão do Mercado de Capitais não formalizará uma acusação contra a companhia eletrônica, que decidiu apresentar ao governo relatórios financeiros corrigidos. Nikko Cordial disparou 6% depois que o jornal "Asahi Shimbun" anunciou que a problemática corretora japonesa e o Citigroup podem chegar a um acordo, ainda no começo de março, quanto ao plano do banco norte-americano para assumir o controle da Nikko. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.