Tóquio recua 1,7%

Bolsa reagiu ao aumento de ontem nas taxas de juros da China

Hélio Barboza, da Agencia Estado,

20 de outubro de 2010 | 07h20

A Bolsa de Tóquio fechou em queda, refletindo nesta quarta-feira o impacto da elevação de ontem nas taxas de juros da China. A alta dos juros chineses derrubou os preços das commodities e provocou baixa generalizada nas ações, como Inpex, Mitsubishi Corp. e Sumitomo Metal Mining. O índice Nikkei 225 perdeu 157,85 pontos, ou 1,7%, e fechou aos 9.381,60 pontos.

As ações sensíveis aos preços das matérias-primas ficaram entre as maiores perdedoras. Inpex perdeu 3,4%, Mitsubishi Corp. declinou 2,4% e Sumitomo Metal Mining caiu 3,6%.

De acordo com um estrategista de uma firma de administração de ativos, as ações ligadas a commodities podem ser suprimidas das carteiras por alguns dias. Os traders afirmaram, porém, que esses papéis devem se recuperar mais à frente, ante a expectativa de um novo afrouxamento monetário por parte do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) no começo de novembro. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.