Tóquio registra quarto pregão consecutivo de alta

O mercado japonês registrou hoje sua quarta alta seguida, liderado por papéis de empresas exportadoras. Analistas do mercado, porém, disseram que o baixo volume indica que haverá dificuldades para superar a forte resistência nas próximas sessões. O índice Nikkei 225 subiu 0,8%, ou 126,71 pontos, para 16.254,29 pontos. Os ganhos desta segunda-feira seguiram-se a uma alta acumulada de 570,13 pontos nos últimos três pregões. Foi a primeira vez em quase três meses que o mercado japonês teve uma seqüência de quatro sessões com ganhos. Blue chips de exportadoras como Canon e Honda lideraram as compras, estimuladas pela maior uma queda no iene em relação ao dólar desde 17 de abril, além da ótima opinião das corporações sobre a economia do país, mostrada pela pesquisa tankan do Banco do Japão divulgada nesta manhã. Canon subiu 1,6% e Honda teve aumento de 2,5%. ?A principal fraqueza é o fraco volume?, disse Hiroshi Arano, consultor da Daiichi Kangyo Asset Management. Para que o volume supere a resistência de curto prazo entre 16.300 pontos e 16.400 pontos nesta semana, o volume precisa subir para cerca de 2,5 trilhões de ienes, acrescentou Arano. Traders disseram que, um mês atrás, investidores institucionais venderam todas as suas ações quando o Nikkei 225 subiu acima da média mensal de março, que foi de 16.311 pontos. Vender acima deste nível permite que as instituições registrem ganhos de capital para o atual ano fiscal que acaba em março de 2007. Sony foi a exceção do dia, caindo 1% com preocupações sobre a imagem da marca relacionada a problemas de qualidade. Na sexta-feira, Toshiba e Fujitsu disseram que também iriam fazer um recall das baterias de lithium-ion fabricadas pela empresa, seguindo os já feitos pela Lenovo e outras fabricantes de notebooks. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.