Tóquio sobe 0,2%, puxada por empresas de crédito

O índice Nikkei 225 da Bolsa de Tóquio encerrou o pregão em alta de 0,2%, aos 17.521,96 pontos. As empresas de crédito ao consumidor tiveram fortes ganhos, estimuladas por uma oferta amigável de compra da Sanyo Electric Credit, feita pelo conglomerado norte-americano General Electric. O impulso positivo, porém, foi ligeiramente reduzido pelo fraco desempenho das ações de empresas de serviços públicos e do setor imobiliário. No restante da semana, o mercado japonês também deve ter um desempenho irregular entre os setores. Grande parte dos observadores acredita que as ações não se afastarão muito dos atuais níveis de preço, já que os investidores tendem a manter suas posições, à espera do encerramento do ano fiscal do Japão. ?Tivemos muitas compras, ao longo deste mês, de ações que se tornariam ex-dividendos após o fim do ano fiscal?, comentou Ed Merner, presidente da Atlantis Investment Research. ?Então, acho que, por enquanto, não haverá movimentos bruscos em nenhuma direção.? A oferta da GE pela Sanyo Electric Credit fez com que surgisse a expectativa de mais uma consolidação do setor de crédito ao consumidor, que ainda enfrenta os efeitos de uma nova e mais dura regulamentação do governo sobre as operações de empréstimo. As ações da Sanyo Electric Credit dispararam 20% e as da Acom, maior companhia de crédito do Japão, subiram 5,6%. Entretanto, os papéis da empresas prestadoras de serviços públicos e das companhias imobiliárias sucumbiram à realização de lucros. Chubu Electric Power perdeu 3,4%, Sumitomo Realty & Development recuou 2,9% e Reit Nippon Building Fund caiu 1,6%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.