Tóquio sobe 0,6% com expectativa de crescimento

A Bolsa de Tóquio fechou hoje em alta pelo terceiro pregão consecutivo, puxada por ações de setores altamente sensíveis à retomada da demanda doméstica, como os bancos e as companhias imobiliárias. O desempenho desses papéis foi beneficiado pela divulgação de dados econômicos segundo os quais a inflação está se comportando de acordo com as expectativas do mercado, pondo fim ao período de deflação. O índice Nikkei 225 subiu 0,6% e alcançou 16.127,58 pontos. Os operadores estão confiantes de que o indicador seguirá em alta, embora o Nikkei 225 tenha avançado mais de 500 pontos desde quarta-feira. No final do pregão, investidores institucionais começaram a buscar as ações ligadas à demanda doméstica, a fim de aproveitar parte dos ganhos obtidos por esses papéis antes do fechamento dos balanços do primeiro semestre fiscal. Tal movimento forneceu um suporte adicional a essas ações. A incorporadora Mitsubishi Estate teve alta de 2,2%, enquanto o Sumitomo Mitsui Financial Group aumentou 1,6%. As ações das empresas de tecnologia apresentaram tendência indefinida. Os papéis do Softbank dispararam 7,2% com a revelação de que a empresa pretende refinanciar uma dívida de US$ 10 bilhões. Sony caiu 8% devido aos seus seguidos problemas com baterias de laptop. A empresa anunciou ontem que iniciará um programa global para substituição de algumas baterias de lítio. A fabricante de laptops Lenovo, por sua vez, informou que substituirá 526 mil baterias produzidas pela Sony. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2006 | 06h40

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.