Tóquio tem queda de 0,5% ainda sob pressão do euro

O euro fraco continuou a puxar para baixo as ações das empresas exportadoras em geral 

Hélio Barboza, da Agência Estado,

19 de maio de 2010 | 05h54

O índice Nikkei 225 da Bolsa de Tóquio atingiu a mínima intraday de três meses nesta quarta-feira, uma vez que o euro fraco continuou a puxar para baixo as ações das empresas exportadoras em geral, enquanto o endurecimento da posição regulatória da União Europeia fez vítimas entre as corretoras. O índice caiu 55,80 pontos, ou 0,5%, e fechou aos 10.186,84 pontos, depois de ter chegado à mínima intraday de 10.041,93 pontos.

"Depois da queda de hoje, as ações em Tóquio provavelmente serão reavaliadas ante seus preços baratos", disse Shinichiro Matsushita, estrategista da Daiwa Securities. Ele não descartou a possibilidade de uma recuperação no Nikkei de 200 a 300 pontos nos próximos dias.

O euro, que chegou a cair para 111,29 ienes durante a negociação asiática, voltou a tirar o entusiasmo pelas ações das exportadoras. A maioria das projeções das indústrias para a repatriação de lucros denominados em euro leva em conta uma cotação da moeda europeia de pelo menos 120 ienes. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.