Trégua no Líbano abre espaço para leve recuo dos juros

O mercado doméstico de juros acompanha nesta manhã a melhora verificada a partir do cenário internacional, desde o cessar-fogo no Líbano. As bolsas européias e os índices futuros do mercado acionário em Nova York aproveitam a distensão política para trilharem o caminho positivo e o petróleo cai forte pelo mesmo motivo. A agenda esvaziada hoje nos EUA colabora para o bom movimento dos mercados. Entretanto, ninguém põe uma ficha na sustentação desta melhora ao longo do dia ou dos próximos dias. É prematura uma avaliação consistente, dada a agenda pesada da semana, na qual os destaques são a inflação ao consumidor dos EUA junto com a produção industrial. São indicadores de inflação e atividade com potencial de trazer oscilação aos mercados, dependendo de como vierem. A própria expectativa em relação aos dados poderá mobilizar o mercado eventualmente. Às 10h10, no pregão de DI (depósitos interfinanceiros) futuro da Bolsa de Mercadorias & Futuros, a projeção de juro do contrato de vencimento em janeiro de 2008 recuava levemente para 14,40% ao ano, ante 14,42% ao ano de sexta-feira. Operadores não prevêem grande volume de negócios hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.