Tubos Soldados do Atlântico (TSA) inicia operações este mês

Com investimentos da ordem de R$ 160 milhões, começa a operar a partir deste mês no Pólo Industrial de Piracema (ES), a unidade da Tubos Soldados Atlântico (TSA), empresa fabricante de tubos de aço com costura, uma joint venture formada em 2005 entre as empresas Europipe (70%), V&M do Brasil (21%) e Interoil (9%).A empresa vai operar com duas linhas de produção - uma linha de fabricação de tubos de aços helicoidais soldados de grande diâmetro, pelo processo a arco submerso, e uma fábrica de revestimentos interno e externo de tubos. A parte mecânica dos equipamentos, que compõem as duas linhas de fabricação, foi importada da Alemanha. Foram incorporados novos sistemas elétricos e eletrônicos e os de comando.Segundo o diretor-presidente da TSA, Paulo Ferreira Alencar, o cenário é "favorável à instalação da empresa". "Atualmente, existem vários projetos no Brasil de distribuição de gás e de alcoodutos e também nas áreas de saneamento e de aquedutos. E, ainda, novos projetos nas áreas industrial, portuária e de construção, com forte demanda por tubos de aço", disse por meio de sua assessoria de imprensa.Além do mercado interno, a TSA vai atender México, Guiana, Venezuela, Chile, Argentina, Bolívia, Peru, Chile, Colômbia e Equador. O volume de vendas está previsto em se dividir em 85% para o mercado interno, e em 15% para o mercado externo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.