Unibanco abre para captação fundos de construção e infra-estrutura

A Unibanco Asset Management abriu para captação um fundo de investimento voltado ao setor de construção civil e outro ao ramo de infra-estrutura. As carteiras de ações serão direcionadas tanto ao público de varejo quanto aos aplicadores private, com aplicações iniciais de R$ 1 mil e R$ 100 mil, respectivamente. As taxas de administração são de 4%, para o varejo, e de 2,5% para os clientes diferenciados. Não há cobrança por desempenho (taxa de performance). Segundo a instituição, o portfólio de construção civil é composto por ações de empresas como Eternit, Rossi Residencial, Gerdau e Rodobens Imobiliária, entre outras. ?Existe um déficit habitacional no País e as empresas de construção civil estão se financiando no mercado para investir, pois a tendência do setor é de crescimento", disse o superintendente de renda variável da Unibanco Asset Management, Ronaldo Patah, em comunicado. O fundo de infra-estrutura é formado por ativos de companhias como ALL, CCR e OHL, entre outros, e "aposta na revitalização do setor no Brasil". Na opinião do banco, as oportunidades nesse segmento derivam da concessão de trechos de estradas federais, possibilidade de abertura de concessões em aeroportos e novas regras para o setor de saneamento. ?Não podemos esquecer o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que incentiva empresas a investir nesse setor."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.