Marcos Arcoverde|Estadão
Marcos Arcoverde|Estadão

Vale capta US$ 1 bilhão com emissão de bônus no exterior para pagar dívida

Títulos têm vencimento em agosto de 2026 e rendimento é de 6,25% ao ano; ações da mineradora subiram, embaladas pelo anúncio

Beth Moreira, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2016 | 20h05

A Vale confirmou nesta quarta-feira, 3, que precificou a oferta de bônus de sua subsidiária integral Vale Overseas em US$ 1 bilhão com cupom de 6,250% para os bônus com vencimento em agosto de 2026. A operação foi antecipada pelo Broadcast, notícias em tempo real do Grupo Estado.

Influenciadas pela captação, as ações da mineradora engataram trajetória ascendente no pregão de hoje e fecharam em alta de 4,78% (ON, com direito a voto) e de 5,73% (PN, com preferência no recebimento de dividendos).

Em comunicado ao mercado, a empresa detalha que os bônus têm um cupom de 6,250% ao ano, pagos semestralmente, e foram precificados a 100% do valor de face do título. Esses bônus têm vencimento em 10 de agosto de 2026 e foram emitidos com um spread de 470,3 pontos-base sobre os títulos do Tesouro dos EUA, resultando em um rendimento para o investidor de 6,250% ao ano. Os bônus são classificados BBB- pela Standard & Poors Rating Services, Ba3 pela Moodys Investor Services, BBB low pela Dominion Bond Rating Service e BBB pela Fitch Ratings.

Os bônus serão obrigações não garantidas da Vale Overseas e contarão com a garantia completa e incondicional da Vale. As garantias serão as mesmas de todas as obrigações da Vale de natureza semelhante.

A mineradora informa ainda que pretende utilizar os recursos líquidos dessa oferta para pagar parte do preço de resgate dos bônus com cupom de 6,250% e com vencimento em janeiro de 2017, emitido pela Vale Overseas e garantidos pela Vale S.A.

Segundo a empresa, Banco Bradesco BBI S.A., BB Securities Ltd., BNP Paribas Securities Corp., Citigroup Global Markets, Inc. e Morgan Stanley & Co. LLC foram os joint lead managers e joint bookrunners e o CIBC World Markets Corp., Credit Agricole Securities (USA) Inc., Mizuho Securities USA Inc., MUFG Securities Americas Inc., Natixis Securities Americas LLC, SMBC Nikko Securities America, Inc. e SG Americas Securities, LLC foram os co-managers.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    ValeBroadcastTesouroMorgan Stanley

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.