Vale e Petrobrás impulsionam negócios na Bolsa

Ações da mineradora lideram altas do Ibovespa, após anúncios feitos ontem pela companhia

Luciana Collet, da Agência Estado,

24 de setembro de 2010 | 12h46

A Bovespa opera em alta nesta sexta-feira, acompanhando o movimento das bolsas no exterior, que são beneficiadas por dados positivos considerados animadores sobre economia norte-americana. As blue chips Vale e Petrobrás impulsionam os negócios.

 

Às 12h18, o principal índice da Bolsa paulista registrava valorização de 0,61%, aos 69.211 pontos, após atingir a máxima de 69.571 pontos (+1,13%). O giro era de R$ 3,97 bilhões, com a previsão de R$ 12,7 bilhões para o encerramento do pregão.

 

Em Nova York, o Dow Jones subia 1,77%, enquanto o S&P avançava 1,99%, reagindo à informação de que as encomendas de bens duráveis nos EUA, excluindo as do setor de transportes, aumentaram 2% em agosto. As encomendas de bens de capital não ligados a defesa e excluindo aeronaves - um indicador dos investimentos das empresas - aumentaram 4,1%.

 

Há pouco, os papéis ON da Vale subiam 3,04% e lideravam as maiores altas do Ibovespa, seguidas das ações PNA da mineradora, que registravam ganhos de 3,02%. Somente as ações preferenciais, de maior liquidez, já giravam R$ 571 milhões. Bradespar também aparecia na lista, com ganhos de 2,71%

 

As ações repercutem anúncios feitos ontem pela companhia, como o programa de recompra de ações no valor de até US$ 2 bilhões. O programa envolve até 64.810.513 ações ordinárias e até 98.367.748 ações preferenciais, correspondentes a 5% do número total de ações de cada espécie em circulação com base na posição acionária de 31 de agosto de 2010. Além disso, os papéis reagem à informação de que o conselho de administração da companhia deve apreciar propostas de pagamento de remuneração que juntas somam US$ 1,750 bilhão. Se aprovados, os pagamentos serão feitos em 29 de outubro à razão de US$ 0,3309 por ação ON ou PN.

 

A companhia informou ainda a intenção de listar suas ações na Hong Kong Stock Exchange (HKEx). "A decisão de listar as ações na HKEx, sob a forma de certificados de depósito - Hong Kong Depositary Receipts (HDRs) e utilizando as ações hoje em circulação, implicará a exposição direta da Vale ao mercado de capitais asiático, de dimensões consideráveis e o que mais se expande no mundo, com a expectativa de reflexos positivos sobre a liquidez, base de acionistas e precificação de nossas ações", diz a empresa em fato relevante. O processo de listagem das ações na HKEx depende ainda da aprovação dos órgãos de regulação do mercado de capitais pertinentes, esperando-se que seja concluído até o final de 2010.

 

Petrobrás

 

Já os papéis da Petrobrás operam com forte volatilidade desde o início do pregão sem uma direção definida, após o anúncio do preço da ação na oferta da companhia. As ações abriram em alta, chegaram a cair mais de 1% e há pouco recuavam 0,75% as PN, enquanto as ON baixavam 0,83%, esta com giro de R$ 1,128 bilhão.

 

Analistas avaliam que o fato de a demanda não ter sido inteiramente atendida na operação - houve rateio de 45,77% - poderia levar investidores a buscar o papel no mercado à vista. No entanto, profissionais consideravam que o baixo prêmio ofertado, de menos de 2%, desestimulava a compra do papel.

 

Um operador sugeriu ainda que poderia estar ocorrendo um movimento de antecipação das vendas por parte de investidores que entraram na operação apenas com vistas ao ganho de curtíssimo prazo. "Ontem já houve uma valorização expressiva da ação", disse. "Essa pressão de queda no primeiro dia após uma oferta de ações é natural", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaValePetrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.