Vale oferece US$ 17,8 bi pela canadense Inco

O presidente da Companhia Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, afirmou hoje em entrevista à imprensa que o valor de aquisição da mineradora canadense Inco atingirá o valor de US$ 17,8 bilhões. Segundo ele, os quatro bancos (ABN Amro, Santander, UBS e Credit Suisse) que apóiam a Vale aportarão quantias iguais para financiar a compra, em torno de US$ 4,5 bilhões cada um. Agnelli enfatizou que se a compra for concluída, a Vale assumirá a posição de maior mineradora de níquel do mundo. Além disso, a empresa brasileira está diversificando mercados e produtos, ficando menos dependente de minério de ferro. Após a conclusão da operação, juntando a atual Vale do Rio Doce e a Inco, o valor de mercado da nova empresa subirá para cerca de US$ 77 bilhões, só ficando abaixo da BHP, cujo valor de mercado no final de junho era de US$ 135,3 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.