Vale quer concluir projeto na Nova Caledônia até o fim de 2008

Apesar da série de atrasos, aumento de custos e protestos da comunidade local, a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) ainda tem planos de concluir o projeto da mina de níquel Goro na Nova Caledônia (território francês no Oceano Pacífico) no quarto trimestre de 2008.O departamento de imprensa da Vale confirmou os comentários feitos pelo presidente da mineradora, Roger Agnelli, durante visita à China. Na ocasião, o executivo declarou que estava fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para prosseguir com o projeto. Agnelli também visitou a Nova Caledônia na semana passada.Segundo Agnelli, a Vale ainda está revisando os custos do projeto, mas por enquanto o preço final seria próximo de US$ 3 bilhões. A estimativa inicial era de US$ 2,15 bilhões.Com produção de níquel estimada em 60 mil toneladas por ano, Goro é considerado um dos mais importantes empreendimentos para suprir a forte demanda do metal, que é pressionada pelo crescimento da indústria siderúrgica chinesa. No entanto, líderes da comunidade local e ambientalistas têm demonstrado preocupação sobre o impacto da construção de uma mina na região.A companhia herdou o projeto com a compra da mineradora de níquel canadense Inco, em outubro do ano passado, por US$ 17,6 bilhões.Agnelli visitou a Nova Caledônia para se reunir com líderes comunitários locais e detalhar os planos do grupo envolvendo a mina. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.