Vale quer expandir capacidade de Carajás em 30%

O presidente da Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, disse hoje que os planos de investimento da companhia incluem uma expansão de 30% na capacidade de produção da mina de Carajás. A idéia é sair do patamar atual de 100 milhões de toneladas/ano para cerca de 130 milhões de toneladas/ano. O projeto, orçado em US$ 1,828 bilhão, será submetido ainda ao conselho de administração da mineradora.Além desse plano de crescimento, Agnelli informou que a Vale quer implementar ainda outra expansão na área de minério de ferro. A intenção é aumentar a capacidade da mina de Fazendão em 15,8 milhões de toneladas/ano. O investimento, neste caso, seria de US$ 129 milhões.A Vale tem intenção ainda de construir duas novas plantas de pelotização. Uma em Itabiritos (MG) e outra em Samarco (ES). O primeiro projeto estaria orçado em US$ 759 milhões e o segundo, em US$ 1,2 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.