Vale, Tombini e Fed puxam queda do Ibovespa

A queda do minério de ferro pressionou as ações da mineradora, que pesaram o dia todo sobre o índice

Claudia Violante, da Agência Estado,

16 de maio de 2013 | 18h05

Declarações dos presidentes do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, e do Federal Reserve (Fed) de São Francisco, John Williams, levaram a Bovespa a encerrar a sessão em queda. O primeiro sinalizou alta dos juros brasileiros e o segundo, redução nas compras de bônus já no meio do ano. Mais cedo, os indicadores mais fracos do que o esperado nos EUA deixaram a percepção de que a compra de bônus seguiria e as bolsas subiam nessa esperança. A queda do minério de ferro pressionou as ações da Vale, que pesaram o dia todo sobre o Ibovespa.

O Ibovespa terminou o dia com desvalorização de 0,30%, aos 54.772,62 pontos. Na mínima, registrou 54.592 pontos (-0,63%), e na máxima, 55.539 pontos (+1,10%). No mês, acumula perda de 2,03% e, no ano, de 10,14%. O giro financeiro totalizou R$ 7,865 bilhões.

Segundo profissionais consultados, a fala de Alexandre Tombini fez preço nas bolsas. "A primeira reação é a de que mais alta de juros é ruim para a renda variável e isso prejudicou a Bolsa brasileira", comentou um operador. O presidente do BC disse que a autoridade monetária está vigilante e que fará o que for necessário, com a "devida tempestividade", para que o declínio da inflação persista no segundo semestre. O mercado interpretou a declaração como um aperto na taxa de juros - os contratos mais curtos de DI subiram.

A Bovespa, que já vinha sendo penalizada pela venda dos investidores estrangeiros e pela baixa das ações da Vale, sentiu a reação. Mas não só. O recuo das bolsas norte-americanas após declarações de Williams também deu sua contribuição para o desfecho dos negócios. O presidente do Fed de São Francisco afirmou que o banco central americano pode começar a diminuir as compras de bônus no meio do ano.

O Dow Jones terminou o pregão com perda de 0,28%, aos 15.233,22 pontos. O S&P recuou 0,50%, aos 1.650,47 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,18%, aos 3.465,24 pontos.

No Brasil, Vale foi pressionada pela queda do preço do minério de ferro, que entrou no ''bear market'' (recuo de 20% desde sua máxima histórica). Vale ON fechou em baixa de 2,34% e Vale PNA, 2,43%.

Petrobras trabalhou boa parte do dia com ganhos, mas acabou perdendo força: a ação ON fechou com retração de 0,53%, mas a PN se segurou e subiu 0,92%.

OGX teve volatilidade elevada e, depois de altas e baixas, caiu 4,79% no fechamento, a segunda maior queda do Ibovespa.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespafechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.