Valor de Vendas da Camargo Corrêa pode atingir R$ 400 mi em 2006

A Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), empresa do Grupo Camargo Corrêa para incorporação, espera alcançar um Valor Geral de Vendas (VGV) entre R$ 350 milhões e R$ 400 milhões em 2006. A informação é do diretor superintendente da CCDI, Roberto Perroni. A empresa anunciou hoje o lançamento do seu primeiro empreendimento residencial em Pinheiros, bairro nobre de São Paulo, com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 50 milhões. Esse é o segundo lançamento feito pela empresa neste ano. O primeiro, com VGV de R$ 40 milhões, está localizado no Jardim Sul, na Zona Sul de São Paulo. Segundo o executivo, a empresa programa pelo menos mais três lançamentos para este ano. Em 2005 os lançamentos da empresa somaram R$ 240 milhões, o que a colocou em sétimo lugar no ranking da Empresa Brasileira de Estudo do Patrimônio (Embraesp) das maiores incorporadoras de São Paulo. O executivo destaca que todos os empreendimentos realizados pela empresa até agora estão focados no segmento médio-alto padrão, mas há planos de entrar no segmento de médio-médio já a partir do ano que vem, com unidades avaliadas entre R$ 150 mil e R$ 200 mil. "Ainda há mercado para o segmento de alto padrão", afirma. A empresa, que tem apenas três anos e registrou receita bruta de aproximadamente R$ 75 milhões, tem como meta dobrar o faturamento em 2006. "Queremos manter um ritmo de crescimento forte pelo menos nos próximos quatro a cinco anos", afirma.

Agencia Estado,

31 de maio de 2006 | 16h33

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.