Varig antiga define novo comitê de gestão

A Varig antiga, que permanece em recuperação judicial, definiu hoje um novo comitê de gestão, que vai comandar os negócios da empresa. Segundo comunicado que foi distribuído internamente hoje à tarde, a meta do comitê é "maximizar o aproveitamento dos ativos e atividades operacionais remanescentes (centro de treinamento, aluguel de imóveis, operações de charter e a Nordeste), bem como buscar, incessantemente, o ressarcimento de todos os créditos que as companhias fazem jus, dentre eles os créditos de defasagem tarifária, já julgada em segunda instância, e do ICMS". A nota, assinada pelo gestor judicial Miguel Dau, escolhido pelos credores na quinta-feira passada para a função numa lista de três nomes, também informa que, em paralelo à implementação do Plano de Recuperação Judicial, começará a fase de reestruturação operacional do negócio, "dentro de uma nova realidade de mercado". O comitê será formado pelas seguintes pessoas: Jorge Luiz de Almeida (área financeira, consultor vindo do mercado), Cristina Magrassi (área jurídica, era a número dois do setor na Varig), Aurélio Vilar Penelas (recursos humanos) e Carlos Berardelli (charter, trabalha no mesmo setor na Varig). Os executivos para a área comercial e para o centro de treinamento ainda estão sendo escolhidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.