Varig depositou mais R$ 175 mil em tarifas hoje

O presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), brigadeiro José Carlos Pereira, confirmou à Agência Estado que a Varig já recolheu hoje mais R$ 175 mil em tarifas de embarque pagas pelos clientes que deverão voar pela companhia aérea amanhã. "Esse acordo, ela está cumprindo", afirmou Pereira. Desde o último sábado, a empresa aérea está tendo que pagar essas tarifas antecipadamente para poder operar no dia seguinte.Apesar dos rumores de que o executivo chinês Lap Chan, do fundo americano Matlin Patterson - que integra a empresa Volo, que comprou a VarigLog - estaria conversando individualmente com os credores da Varig, Pereira disse que não houve, até o momento, nenhum encontro entre a diretoria da estatal e Chan. "Não houve qualquer contato", afirmou.Há duas semanas, a Volo conseguiu a homologação, pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da compra da VarigLog, ocorrida em dezembro, apesar de setores do mercado aéreo levantarem dúvidas sobre a real participação acionária do fundo americano na Volo. A lei brasileira impede que estrangeiros detenham mais que 20% do capital de companhias aéreas brasileiras. O brigadeiro chamou de "impatriótico" qualquer ato que burlasse essa regra constitucional, mas esclareceu que não estava se referindo ao caso específico da Volo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.