Varig é excluída do programa de parcelamento de dívidas com o INSS

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) no Rio de Janeiro excluiu a Varig do Programa de Parcelamento Especial de Dívidas (Paes) com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e com a Receita Federal. A decisão foi publicada ontem no Diário Oficial da União e pode inviabilizar o processo de recuperação judicial da companhia, uma vez que exige a quitação dos débitos de uma só vez. A empresa aérea tem dez dias para apresentar recurso. A dívida da Varig com a União é de cerca de R$ 2 bilhões e com o INSS, de R$ 1,5 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.