Varig manterá 3.985 funcionários, de um total de 9.485

A Varig informou que serão mantidos na empresa 3.985 funcionários de um total de 9.485 empregados. Serão dispensados, portanto, 5.500 empregados a partir de hoje. A empresa, com 79 anos de existência, está em recuperação judicial desde 17 de junho de 2005 e foi vendida em leilão para a VarigLog, sua ex-subsidiária de logística. Segundo a empresa, os funcionários estão sendo avisados por seus superiores e, em casos excepcionais, por correspondência, já que alguns não têm pontos fixos de trabalho. A empresa se compromete a realizar uma "contratação paulatina" dos empregados cortados, conforme o ritmo gradual de retomada do crescimento da frota e ampliação da malha de rotas nacionais e internacionais. Os representantes da Varig informam ainda que estão discutindo a rescisão com os sindicatos. Haverá prioridade para a documentação destinada a liberar o FGTS e o seguro-desemprego. Nos últimos dias, a Varig cancelou a maior parte das linhas. Ela opera neste momento com 10 aviões, voando para as seguintes cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Recife, Manaus (rotas no Brasil), Frankfurt e Buenos Aires (no exterior). Ela opera também a Ponte Aérea (Rio-São Paulo, com os aeroportos Santos Dumont-Congonhas) diariamente, rota que será o principal foco dos novos administradores neste momento. A companhia mantém vôos extras para a Europa e América do Sul e uma linha para Miami e Nova Iorque (EUA) em dias alternados. O Programa Smiles não sofrerá alterações, embora os passageiros tenham tido dificuldade para utilizar as milhas por causa dos problemas nos serviços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.