Venda de imóveis novos em SP cai 3,2% em 11 meses

As vendas de imóveis residenciais novos registraram queda de 3,2% na cidade de São Paulo de janeiro a novembro de 2009 em relação ao mesmo período de 2008, somando 30.169 unidades, segundo divulgou hoje o Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). Em nota, o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, afirma que, no acumulado do ano de 2009, as vendas tendem a ser equivalentes ou ter leve crescimento ante 2008.

AE,

20 Janeiro 2010 | 18h18

Os lançamentos tiveram queda de 24,6% de janeiro a novembro na mesma base de comparação, para 23.997 unidades, conforme dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp) citados pelo Secovi-SP.

Em novembro, as vendas de imóveis na cidade de São Paulo somaram 2.611 unidades, o que representa aumento de 48,4% ante novembro de 2008 e alta de 5,7% em relação a outubro de 2009. Foram lançadas 4.011 unidades em novembro, 59,3% a mais que no mesmo mês do ano anterior e 59,4% acima do volume registrado em outubro. O indicador Vendas sobre Oferta (VSO) ficou em 17,5% em novembro, acima dos 8,4% de novembro de 2008, mas abaixo dos 18,1% de outubro de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.