Venda de imóveis usados cai 2,63% em novembro em São Paulo

As vendas de imóveis usados no Estado de São Paulo caíram 2,63% em novembro em relação a outubro, segundo o Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP), para 1.001 casas e apartamentos. O índice estadual de vendas recuou de 0,7027 para 0,6842. A sondagem abrangeu 1.463 imobiliárias de 37 cidades. Nas quatro regiões pesquisadas, foram registradas quedas nos negócios. Segundo o Creci-SP, o recuo na capital foi de 1,93%; no interior de 2,08%; no litoral de 2,75%, e nas cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Guarulhos e Osasco, também de 2,75%. Os imóveis com valor até R$ 100 mil foram os mais vendidos. Esse perfil representa 60% do total negociado na capital, 68,26% no interior, 75,57% no litoral; e 62,5% na região do ABCD, Guarulhos e Osasco. Já o número de contratos assinados de locação em novembro teve queda de 1,18%, para 3.153 casas e apartamentos. O índice de locação estadual passou de 2,1810 em outubro para 2,1552 em novembro. De acordo com o levantamento, a queda no número de contratações foi maior na capital (baixa de 2,74%), seguida pelas cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Guarulhos e Osasco (recuo de 2,08%), pelo litoral (retração de 1,69%); e interior (ligeira baixa de 0,36%). Os imóveis mais alugados foram os de valor até R$ 600,00. Ainda em relação às vendas de imóveis usados, a pesquisa apontou crescimento do número de financiamentos bancários. Entre janeiro e novembro de 2006, o número de imóveis vendidos com financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF) e de outros bancos, privados e estatais na região formada pelas cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Guarulhos e Osasco aumentou 14,66%. As vendas financiadas representavam 30,13% dos negócios fechados e passaram para 34,50%. Nas outras regiões pesquisadas, o crescimento do financiamento foi menor. No interior, os financiamentos aumentaram 12,47% entre janeiro e novembro, passando de 30,19% do total para 33,42%. No litoral, as unidades vendidas com financiamento representavam 18,52% em janeiro e 19,38% em novembro, com crescimento de 4,6%. Na capital, os financiamentos de imóveis usados aumentaram 3,92%, de 29,38% do total em janeiro para 30,53% em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.