Vendas de automóveis sobem 13,2% em julho ante junho

As vendas de automóveis e comerciais leves em julho somaram 157.994 unidades e foram 13,24% maiores do que em junho. Em comparação com o resultado de julho de 2005, o número de carros comercializados subiu 20,92%. No acumulado dos sete meses deste ano, foram vendidas 972.659 unidades, alta de 10,11% sobre igual período em 2005.Os dados foram divulgados hoje pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), com base no número de emplacamentos de veículos novos nacionais e importados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). O desempenho ficou em linha com as previsões da consultoria MB Associados, que estimava vendas de 150 mil automóveis e comerciais leves em julho. De acordo com a Fenabrave, as vendas de caminhões em julho foram de 6.129 unidades, um aumento de 3,22% sobre o mês anterior. Em relação a julho de 2005, houve queda de 9,95%. No acumulado do ano, foram comercializados 42.040 veículos pesados, um recuo de 10,94% sobre o mesmo período no ano passado.Fiat lidera vendasA Fiat manteve a liderança das vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil no acumulado do ano até julho, com 24,83% de participação. A GM e a Volkswagen ficaram empatadas na segunda colocação, respectivamente com 22,66% e 22,65%. A Ford veio em seguida, com 11,36% de fatia. Na faixa dos 3% de mercado, a briga continuou muito acirrada, com ligeira vantagem para a Honda, que teve 3,71% de participação no mercado de janeiro a julho. A Toyota fechou o período com 3,59%, seguida por Peugeot (3,35%) e Renault (2,85%). No mercado de caminhões, a Mercedes-Benz (marca da DaimlerChrysler) foi líder até julho, com 32,67% de participação no mercado doméstico, elevando a distância em relação à Volkswagen (29,06%).

Agencia Estado,

01 de agosto de 2006 | 19h11

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.