Vendas do Pão de Açúcar cresceram 2,1% em 2006

O Grupo Pão de Açúcar fechou 2006 com um faturamento bruto de R$ 16,4 bilhões, um crescimento de 2,1% sobre 2005. A receita líquida da empresa foi de R$ 13,8 bilhões, 3,1% mais que no ano anterior. No conceito mesmas lojas - que inclui apenas unidades com pelo menos 12 meses de operação -, o faturamento bruto fechou com uma pequena queda de 0,1%, enquanto as vendas líquidas cresceram 1,1%.Apenas em dezembro, as vendas brutas do grupo - que inclui as bandeiras Pão de Açúcar, Extra, Extra Eletro, CompreBem e Sendas - atingiram R$ 1,8 bilhão, um aumento de 3,6% em relação ao mesmo mês de 2005. As vendas líquidas chegaram a R$ 1,5 bilhão, uma alta de 3,7%, na mesma comparação. No conceito mesmas lojas, as vendas brutas cresceram 1,7% e as líquidas, 1,9%.Em nota, o Grupo Pão de Açúcar diz que as vendas de produtos alimentícios tiveram alta de 1,1% em dezembro, na comparação com o mesmo mês de 2005. Isso, segundo a empresa, "mesmo diante de uma deflação de alimentos bastante significativa em determinadas categorias de produtos, como as commodities agrícolas".Já as vendas de produtos não alimentícios, que vêm ganhando uma importância cada vez maior dentro do grupo, cresceram 3,2% no mês. A área de não alimentos - que engloba produtos como eletroeletrônicos e têxteis - representa cerca de 27% das vendas totais do Pão de Açúcar. O objetivo da empresa é que essa participação cresça para 34% até 2010.E, para alcançar esse objetivo, a empresa anunciou este mês a contratação do executivo Pedro Janot, ex-diretor geral da rede varejista espanhola Zara no Brasil, para dirigir essa área. A empresa também anunciou recentemente que pretende fortalecer as vendas pela internet. A meta é passar da fatia atual de 1% da receita do grupo para 4,5% em quatro anos.Dentre as unidades de negócios, o grupo destacou a recuperação apresentada pelo Sendas, "após meses seguidos de vendas retraídas". O grupo, porém, não forneceu detalhes das vendas em cada uma das unidades de negócios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.