Vendas globais do McDonald's caem 3,7% em agosto

A queda nas vendas foi mais acentuada que o esperado; a Consensus Metrix previa uma retração de 3,1%

Estadão Conteúdo

09 de setembro de 2014 | 15h52

O McDonald''s anunciou que as vendas globais da rede caíram 3,7% em agosto, com o fraco desempenho na Ásia devido a problemas com um fornecedor local, e um mercado ainda em dificuldade nos Estados Unidos. A queda nas vendas foi mais acentuada que o esperado. A Consensus Metrix previa uma retração de 3,1%. Na Ásia, Oriente Médio e África, as vendas caíram 14,5% no mês passado.

A empresa está tentando recuperar a confiança dos consumidores na China, país com mais de 2 mil lojas da rede, depois dos problemas com o fornecedor de carne Shanghai Husi Food, controlado pelo grupo OSI, dos EUA.

As autoridades acusaram a Shanghai Husi de vender intencionalmente carne vencida para restaurantes. Na terça-feira, o McDonald''s afirmou que o problema na China deve reduzir o lucro da companhia no terceiro trimestre em até US$ 0,20 por ação.

No começo do mês, o McDonald's disse que está revisando suas estratégias de segurança alimentar na China. A companhia afirmou em comunicado que irá analisar vídeos de vigilância em locais de processamento de carne na China, e que intensificará as auditorias em fornecedores. Outras medidas incluem a criação de canais de comunicação anônimos para que fornecedores e seus empregados denunciem práticas inadequadas ou antiéticas, além do envio de especialistas em controle de qualidade para todas as unidades de processamento de carne do McDonald''s na China.

"Estamos trabalhando para enfrentar as condições atuais do mercado de forma eficaz e recuperar a força", disse o CEO Don Thompson, em comunicado nesta terça-feira.

Nos Estados Unidos, as vendas apresentaram queda de 2,8%, em meio a diversos obstáculos, incluindo o crescimento lento da indústria em um mercado competitivo, afirmou a empresa.

O mercado norte-americano tem sido particularmente desafiador para o McDonald's, onde a rede de fast-food perdeu relevância para os consumidores. Thompson disse que, em primeiro lugar, a rede precisa fazer ajustes em fundamentos, mantendo, por exemplo, um número adequado de funcionários durante os horários de pico. Ele apontou também que a companhia está trabalhando para simplificar o menu dos restaurantes.

Na Europa, as vendas apresentaram leve queda de 0,7%. O fraco desempenho da rede na Rússia ofuscou ganhos no Reino Unido. A rede de fast-food apontou que a menor confiança dos consumidores provavelmente prejudicará as vendas e lucros na região. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
McDonaldsvendas globais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.