Vendas pelo Tesouro Direto são recorde em janeiro

Número de novos investidores que se cadastraram no Tesouro Direto em janeiro foi de 5.036

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 16h22

As vendas de títulos públicos pelo programa Tesouro Direto bateram recorde em janeiro e atingiram R$ 360,26 milhões. Esse é o maior volume financeiro mensal desde o início do programa, em 2000. O número de novos investidores que se cadastraram no Tesouro Direto em janeiro foi de 5.036. Desde o início do programa, já são 219.693 investidores inscritos, com aumento de 23,82% nos últimos doze meses. Segundo dados do Tesouro, os títulos mais demandados pelos investidores em janeiro foram os com taxas prefixadas, com 54,81% das vendas.

Para o coordenador-geral da Dívida Pública do Tesouro Nacional, Fernando Garrido, o programa tem se mostrado bastante atrativo para os investidores. Ele atribuiu o aumento das vendas à divulgação do programa. "O Tesouro Direto é uma boa opção de investimento para os pequenos e médios investidores", disse. Ele descartou a avaliação de que essa venda recorde esteja relacionada ao aumento da taxa de juros pelo Banco Central.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.