Vivo fecha 2006 com 29% do mercado; TIM fica com 25%

A Vivo fechou 2006 com 29,08% de participação no mercado nacional de telefonia móvel, que terminou o ano em 99,918 milhões de assinantes. A companhia manteve-se na liderança do setor, em número de usuários, embora sua vantagem sobre a segunda colocada, TIM Brasil, tenha caído significativamente ao longo do ano passado.No encerramento de 2005, a Vivo tinha 11,12 pontos porcentuais de vantagem sobre a companhia italiana. Esse indicador foi reduzido para uma diferença de apenas 3,63 pontos porcentuais, uma vez que a concorrente terminou o ano com 25,45% do mercado ante os 23,42% de 12 meses atrás.O cenário resulta de uma combinação de fatores, entre os quais uma "limpeza de base" promovida pela Vivo. Essa iniciativa fez com que a empresa fechasse 2006 com 29,056 milhões de clientes, comparado aos 29,776 milhões contabilizados no encerramento do exercício anterior, e contribuiu fortemente para a perda de 5,46 pontos porcentuais em sua fatia de mercado.Enquanto isso, a TIM conquistou 5,239 milhões de novos adeptos a sua marca no ano passado - equivalente a mais de 38% das adições líquidas de todo o setor. O grupo italiano, segundo os dados da Anatel, saiu de 20,190 milhões de assinantes, em 2005, para 25,429 milhões ao final de dezembro passado.Considerando apenas o mês de dezembro, os dados da Anatel apontam que a Claro foi a líder das vendas, suportada por uma estratégia comercial agressiva de doação de celular e de elevado volume de bônus e créditos para consumidores que aderissem a planos de fidelidade da companhia - mesmo aqueles com gastos mensais reduzidos. A companhia conseguiu praticamente 1 milhão de novos assinantes líquidos somente no mês passado, o que elevou sua base a 23,88 milhões, equivalente a 23,90% do mercado brasileiro.O desempenho de dezembro permitiu que a Claro divida com a TIM a liderança na captação de clientes em 2006. A companhia do grupo mexicano conseguiu 5,225 milhões de novos clientes - praticamente o mesmo número que a empresa de capital italiano. Os números do órgão regulador indicam ainda que a Vivo captou 363 mil novos usuários no mês do Natal, enquanto a TIM obteve 707 mil consumidores.A Oi terminou 2006 com 13,09% de participação de mercado, ou 13,079 milhões de assinantes, ante os 11,99%, ou 10,336 milhões de clientes verificados em 2005. Considerando apenas o mês passado, a operadora do grupo Telemar adicionou 241 mil consumidores ao seu portfólio.A Telemig Celular e a Amazônia Celular permanecem, como a Vivo, reduzindo sua fatia na base nacional de telefones móveis ativos. A participação dessas companhias caiu de 5,30% para 4,65% na comparação de 12 meses. O total de assinantes das empresas praticamente não sofreu alteração: passou de 4,569 mil, ao final de 2005, para 4,646 mil, ao término do ano passado.BrT GSM subiu de 2,57% para 3,38% no comparativo anual e a Sercomtel fechou dezembro com 0,08% ante os 0,09% do encerramento do exercício anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.